Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
ZÉ-ALGUÉM

ZÉ-ALGUÉM

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Amélia Rey Colaço

T. Amélia Rey Colaço
Classificação Etária
Maiores de 16 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2020
mar
12
a
2020
abr
04
Cancelado

Duração

60 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Companhia de Actores

Sinopse

Zé-Alguém é um monólogo onde a crítica social emerge em jeito de desabafos de um sem-abrigo. Entre a ficção e a realidade, descobrem-se as verdades dos que têm o céu, as pontes ou arcadas como tecto.
“... viver à luz da lua não é ser livre.” In Zé-Alguém~
Construído nas ruas da cidade de Lisboa pelos autores e encenadora, através de um trabalho de observação, captação, intervenção e criação simultâneos, Zé-Alguém procura falar sobre o que leva as pessoas à condição de sem-abrigo e sobre as angústias, memórias e sonhos que os sustentam, na esperança de devolver uma existência que lhes é diariamente negada.
Esta peça, ideia original de Cláudia Semedo, é uma estreia em todos os sentidos: Beware Jack, Carlos Afonso e Chullage estreiam-se na escrita para Teatro, Cláudia Semedo na encenação e Carlos Afonso nos palcos.

Ficha Artística

Autoria e encenação: Cláudia Semedo
Assistência de encenação: Tiago Fernandes
Texto: Beware Jack; Carlos Afonso; Chullage
Interpretação: Carlos Afonso
Sonoplastia: soundslikenuno
Desenho de luz: Sérgio Gasoar
Cenografia: Marta Carreiras
Figurinos: Paulo Subtil
Design Gráfico: Paula Delecave
Fotografia: José Ferreira
Vídeo: Paulo Vintém

-
Partilhar

Serviços Adicionais