Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
O CEREJAL

O CEREJAL

Teatro & Arte | Teatro

Teatro M. Garcia Resende

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 6 anos
2019
out
10
a
2019
out
27
Realizado

Duração

120 minutos

Abertura Portas

21:00

Intervalo

Sem Intervalo.

Produtor

Cendrev - Centro Dramático de Évora Associação

Sinopse

Numa cidade com um teatro extraordinário já só existem quatro na Europa, com a preservação integral das suas características originais, - uma Escola de Artes com as áreas de Música, Arquitectura, Artes Visuais, Design e Teatro e uma companhia de teatro profissional - o Cendrev -, só poderia desejar-se uma colaboração, que resultasse no cruzamento de todas estas potencialidades.
A co-produção do Cendrev e da Escola de Artes da Universidade de Évora junta, no mesmo palco, alunos, antigos alunos, professores e actores profissionais do Cendrev, numa encenação de Ana Tamen. O Cerejal de Tchékhov, além de peça emblemática, foi a sua última peça, escrita em 1904; traz-nos uma actualidade impressionante de mudança de paradigma civilizacional. Conta a história de uma perda trágica de uma família aristocrática russa, dividida entre dois mundos: a Rússia ainda feudal do século XIX e o fim pressentido desse mundo. Curiosamente, Tchékhov chama-lhe comédia. De facto O Cerejal insiste em pôr a nu fraquezas e idiossincrasias, mais do que em lamentar perdas. Hoje, O Cerejal confronta o espectador com questões de grande actualidade, como qual o valor da ecologia e o impacto da turistificação na transformação dos lugares. A cenografia de Luís Santos dá destaque a um dos tesouros do Teatro Garcia de Resende - a grande tela da autoria do cenógrafo e arquitecto italiano Luigi Manini. Datada de 1890, esta tela será o pano de fundo desta encenação.

Produção

Co-Produção: Cendrev Centro Dramático de Évora e Escola de Artes da Universidade de Évora

Ficha Artística

Texto: Anton Tchékhov
Tradução: António Pescada
Encenação: Ana Tamen
Cenografia e Figurinos: Luís Santos
Direcção Musical: Jean Aroutiounian
Piano: Eduardo Proença
Violino: Lizana Loch Marciel
Viola: André Penas
Composição original para guitarra: António Machado
Interpretação: Ana Meira, António Machado, Constança França, Gonçalo Ribeiro, Inês Rocha, Jorge Baião, José Russo, Maria Anita, Nuno Zuniga, Ricardo Dias, Rosário Gonzaga, Rúben Jaulino e Rui Nuno
Guarda-roupa: Luís Santos
Assistente de guarda-roupa: Rosário Gonzaga
Adereços: Beatriz Sousa, Luís Santos, Margarida Dias e Rosário Gonzaga
Direcção Técnica e Iluminação: António Rebocho
Operação de Luz e Som: António Rebocho
Sonoplastia: João Espanca Bacelar
Maquinaria e Construção de Cenário: Paulo Carocho, Tomé Antas e Tomé Baixinho Contra - Regra: Margarida Rita e estagiária ESTC: Beatriz Sousa
Design Gráfico: Célia Figueiredo
Fotografia: João Bacelar
Edição de Vídeo: João Bacelar
Captação de Imagem: João Mesquita
Costura: Vicência Moreira
Produção: Cláudia Silvano
Secretariado: Ana Duarte
Comunicação: Mariana Mata Passos
Apoio à produção: Vítor Fialho

Informações Adicionais

Apoios:
Ministério da Cultura, Direcção Geral das Artes, Câmara Municipal de Évora, Diário do Sul, Rádio Telefonia, Semanário Registo

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: